Paternidade encerra trabalho em Pinhal da Serra


A equipe desenvolveu intervenções com pais, alunos e profissionais do município

Numa parceria entre Instituto Paternidade Responsável e a Secretaria de Assistência Social de Pinhal da Serra/RS, incentivada pela Baesa, foi encerrado o trabalho no município ficando agendado apenas a devolutiva do trabalho realizado.

No dia 11/09, alunos da Escola São Paulo de Tarso receberam a equipe que trabalhou temas transversais através dos círculos de paz e técnicas de Justiça restaurativa. A intervenção foi realizada no período noturno.

A coordenação do IPR compareceu à segunda etapa com a turma do 1º ano, em virtude de terem ficado dúvidas em relação ao primeiro encontro, onde os questionamentos dos adolescentes eram o índice de drogas crescente no município como também os jovens que estão sendo induzidos ao uso.

“Precisamos despertar nos jovens a sede pelo conhecimento”, diz Rita de Cássia Lang.

A falta de diálogo com os pais é uma das preocupações assim como a sexualidade que enfrentam devido a estarem na puberdade. A turma pediu mais espaço para poder debater essas ideias. Observou-se que alguns alunos apresentaram dificuldades em expor suas convicções. Alguns adolescentes não conseguiam formular suas próprias opiniões, demonstrando fragilidade em relação ao conteúdo.

Com os pais

Os pais buscavam no encontro o papel da família e da escola, comprometidos em incentivar seus filhos aos estudos, não obstante sofrem dificuldades em estar conversando sobre esses assuntos com os filhos. Os pais refletiram sobre a paternidade e maternidade indesejada que ocorre na adolescência, sentiam necessidades de estarem falando mais sobre os temas. Solicitaram mais momentos com a participação da família na escola, entretanto os que estavam presentes compreenderam a falta de participação dos pais nas atividades escolares. A Secretaria Social se colocou à disposição com sua equipe para estarem auxiliando nos trabalhos da educação.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *