Seis pessoas foram detidas na Operação Regresso quem descumpriu decisões judiciais


Na manhã desta quarta-feira (06/12), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) deflagrou a operação batizada como “Regresso”, realizando o cumprimento de mandados de seis mandados de prisão, 16 mandados de busca e apreensão e 17 de condução coercitiva no municípios de Lages e Otacílio Costa.

A ação é em apoio à 2ª Promotoria de Justiça (Execução Penal), juntamente com a 3ª Promotoria de Justiça (Criminal), ambas da Comarca de Lages, as quais investigam o descumprimento de decisões judiciais que autorizam o trabalho externo dos detentos da Comarca de Lages/SC.

Durante as investigações, os apenados tiveram as suas rotinas de trabalhos monitoradas, sendo constatado que os detentos não estavam cumprindo com as determinações judiciais. Além disto, verificou-se que ao obterem o benefício, em conluio com os pretensos empregadores, inseriram falsas informações em seus respectivos processos de execução penal com objetivo de obter a remissão da pena privativa de liberdade.

O nome da operação deve-se ao fato da investigação apontar que os apenados, por descumprirem as condições impostas nas respectivas sentenças, devem “regressar” ao sistema carcerário para o cumprimento das penas impostas.

Ao todo, foram expedidos pelo Poder Judiciário seis seis mandados de prisão, 17 de condução coercitiva e 16 de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos por Promotores de Justiça e por Policiais do GAECO, com o apoio do 6º Batalhão de Polícia Militar, da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil e do Departamento de Administração Prisional (DEAP).

GAECO é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *