Autoescola Top Sul, aposta na conscientização para um trânsito mais seguro


TOP

Setembro foi escolhido para ser o mês voltado à conscientização para segurança do trânsito, de 18 a 25 de setembro foi instituído pelo Código de Trânsito Brasileiro a Semana Nacional do Trânsito, e desde 2011 estamos mundialmente ligados através da Década Mundial de Prevenção a Acidentes de Trânsito que finaliza em 2020 com a reunião de todos os países envolvidos para que seja apresentado os resultados desse programa. Então, esse mês o Jornal Momento em parceria com o CFC Top Sul vai trazer toda semana uma matéria sobre esse tema.
Trânsito e o Brasil
Quando falamos trânsito imediatamente associamos a palavra, a veículos, porém muito antes de qualquer tipo de veículo existir nós já transitávamos, antes da invenção da roda, que por sinal foi a maior e mais útil descoberta do ser humano, o trânsito era feito apenas com a força das pernas, isso mesmo, andando caminhando, por isso as distâncias eram curtas e pouco se explorava. Após milhares de anos de evolução chegamos ao tão sonhado automóvel que encurtou distâncias e fez com que caminhos precisassem ser abertos, para que pudéssemos transpor barreiras, e com essa evolução e crescimento dos automóveis vieram também os problemas, assim como em toda evolução existe as vantagens, porem acabam existindo também as desvantagens. Num mundo cada vez mais acelerado, pessoas cada vez mais apressadas e com tempo cada vez mais apertado surge o inimigo número um do transito seguro a “pressa”. Esquecemos muitas vezes que transito é definido pelo CTB no artigo primeiro do inciso primeiro – Considera-se trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga, e consideramos apenas os automóveis e onde ele pode nos levar no menor tempo possível. Nesse contexto chegamos aos tempos atuais e tudo que enfrentamos no dia a dia nas estradas e rodovias desse país. Diariamente noticiários trazem em suas manchetes os acidentes de transito gravíssimos que tiram vidas e destroem sonhos, e o maior culpado disso é o ser humano.
Todo mês de maio, a campanha nacional Maio Amarelo, que já vem a alguns anos reforçando a ideia de maior segurança para o trânsito, unindo as Policias Rodoviárias Federais, Estaduais, Policia Militar e Agentes de Trânsito fazem trabalho de conscientização junto as escolas de ensino fundamental, empresas e nas ruas, porém todos nós temos que fazer nossa parte, no dia-a-dia as escolhas que fazemos podem mudar completamente o nosso destino e de todos os envolvidos no transito. Dirigir de forma consciente, prudente e cautelosa, aliado a boa educação, paciência e respeito formam um conjunto perfeito para que o trânsito torne-se cada vez mais humano. Mas a mudança deve começar cedo, não só na autoescola, aos 18 anos o cidadão já tem personalidade formada e isso vem com a educação de casa e das escolas de ensino fundamental. O papel da autoescola hoje é trazer ao futuro motorista as noções básicas da legislação de trânsito vigentes no Brasil, juntamente com uma a conduta de direção defensiva e noções básicas de primeiros socorros, bem como cidadania e meio ambiente, para que esse futuro motorista possa ter uma visão ampla do dia a dia na direção de um veículo, tornando-o assim capaz de agir nos mais variados momentos na condução bem como saber agir de forma cordial e educada mesmo nas situações mais difíceis do dia a dia. Em setembro reforçamos a ideia de uma trânsito mais humano sem esquecer que esse tema deve ser tratado todos os dias.

Marilúcia dos Santos
Tecnóloga em Gestão e Segurança no Trânsito – UNIVALI/SC
Especialista em Direito de Trânsito – CEAT/SP
Diretora Geral na Autoescola Top Sul
Instrutora Teórico/Pratico de Trânsito
Tesoureira no Sindicato dos Trabalhadores em Autoescola de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>